Notícias

Notícias

07/01/16

Balanço de Operações

Confira as ações que obtiveram as maiores altas do Ibovespa em 2015 e outros destaques do ano

A BM&FBOVESPA divulgou o balanço de operações de 2015. O volume financeiro no ano foi de R$1,67 trilhão ante R$1,80 trilhão em 2014. A média diária de volume financeiro atingiu R$6,79 bilhões ante R$7,29 bilhões em 2014.

O número total de negócios foi de 230.189.152, contra 228.100.922 de 2014; e a média diária de negócios foi de 935.728, superando os 919.762 registrados em 2014.

O segmento BM&F registrou 703.561.982 contratos negociados, ante a marca anterior de 590.242.458 registrados em 2014. O volume financeiro alcançou R$ 50,70 trilhões em 2015, ante R$ 73,21 trilhões em 2014.

Ações

As ações que obtiveram as maiores altas do Ibovespa em 2015 foram:

Ibovespa
Ação Lucratividade
FIBRIA ON ED NM& 71,44%
SUZANO PAPEL PNA N1 68,77%
BRASKEM PNA N1 66,18%
KLABIN S/A UNT N2 64,05%
RAIADROGASIL ON NM 41,88%

As maiores baixas em 2015 foram:

Ibovespa
Ação Lucratividade
GERDAU MET PN N1 -85,07%
GOL PN N2 -83,40%
OI ON N1 -73,77%
USIMINAS PNA N1 -69,14%
BRADESPAR PN N1 -61,86%

Índices
Os índices calculados pela Bolsa apresentaram as seguintes performances:

Índice Fechamento Mês Ano
IBOV 43.349,96 -3,92 -13,31
IBRA 1.679,71 -3,79 -12,68
IBXL 7.357,53 -4,04 -13,09
IBXX 18.133,57 -3,79 -12,41
ICO2 1.097,53 -3,4 -10,48
ICON 2.494,91 -0,97 -6,68
IDIV 2.025,43 -3,75 -27,45
IEEX 24.803,21 -1,74 -8,68
IFIX 1.409,01 -3 5,41
IFNC 4.325,09 -4,52 -12,42
IGCT 1.839,56 -3,51 -14,83
IGCX 7.014,72 -2,99 -11,97
IGNM 1.654,92 -2,18 -6,39
IMAT 1.351,69 -5,83 -1,52
IMOB 434,67 -5,46 -21,36
INDX 12.590,97 -2,28 5,26
ISEE 2.118,01 -2,37 -12,9
ITAG 9.914,93 -2,89 -10,72
IVBX 7.149,03 -3,02 -0,63
MLCX 839,56 -3,61 -11,68
SMLL 844,09 -5,31 -22,37
UTIL 2.449,37 -1,53 -11,12
BDRX 4.389,63 0,42 52,29

Valor de mercado
O valor de mercado (capitalização bursátil) das 359 empresas com ações negociadas na BM&FBOVESPA, ao final de 2015, atingiu R$1,91 trilhão. Em 2014, esse valor era de R$2,24 trilhões, referente a 363 companhias.

Níveis diferenciados
As 181 empresas integrantes dos Níveis Diferenciados de Governança Corporativa da BM&FBOVESPA, ao final de 2015, representavam 66,47% do valor de mercado, 77,56% do volume financeiro e 83,44% dos negócios realizados no mercado a vista. Ao final de 2014, eram 184 empresas que representavam 69,28% do valor de mercado, 74,64% do volume financeiro e 82,67% da quantidade de negócios.

Participação dos mercados
Em 2015, o mercado a vista (lote-padrão) respondeu por 96,5% do volume financeiro; seguido pelo de opções, com 2,5%; e pelo mercado a termo, com 1%. O After Market movimentou R$7,68 bilhões, com a realização de 574.677 negócios.

Participação dos investidores

  Pessoas Físicas Intitucionais Estrangeiro Empresas Inst. Financ.
Nov 13,7% 26,4% 53,2% 1,4% 5,3%
Dez 11,9% 29,4% 51,1% 1,3% 6,2%
2015 13,7% 27,2% 52,8% 1,2% 5,1%
2014 13,7% 28,9% 51,2% 1,0% 5,1%

Investimento Estrangeiro
Em 2015, o balanço da negociação dos investidores estrangeiros na BM&FBOVESPA foi positivo em R$ 16,38 bilhões, resultado de vendas no valor de R$ 867,80 bilhões e de compras de ações de R$ 884,19 bilhões.

Brazilian Depositary Receipts (BDRs) Não Patrocinados
Em 2015, foram realizados 18.233 negócios com os 85 BDRs Não Patrocinados disponíveis para negociação na BM&FBOVESPA. Em 2014, o número de negócios foi de 7.973. O volume financeiro foi de R$ 3,61 bilhões, ante R$ 1,44 bilhão no ano anterior.

ETF
Em 2015, os ETFs disponíveis para negociação na BM&FBOVESPA alcançaram volume financeiro de R$35,41 bilhões e 2.363.773 negócios realizados. Em 2014, movimentaram juntos R$25,07 bilhões, em 1.448.635 transações.

Empréstimos de ações
O volume financeiro das operações com empréstimo de ações na BM&FBOVESPA alcançou, em 2015, R$ 665,73 bilhões, em 1.519.445 operações, ante o volume registrado em 2014, que foi de R$ 735,01 bilhões, em 1.518.369 operações.

Renda fixa privada
Em 2015, o volume financeiro do mercado secundário de renda fixa privada totalizou R$ 437,27 milhões, ante R$ 283,15 milhões, em 2014.

Fundos de Investimento Imobiliários
Em 2015, os Fundos de Investimento Imobiliários (FII) obtiveram volume financeiro de R$ 5,33 bilhões em 1.247.627 negócios. No ano anterior, o volume financeiro registrado foi de R$ 5,09 bilhões, em 960.259 negócios. O ano de 2015 encerrou com 127 fundos imobiliários registrados, assim como em 2014.

Derivativos financeiros
Em 2015, o futuro de juro (DI) atingiu a marca de 309.308.981 contratos negociados, ante 286.125.664 de 2014. O dólar comercial futuro encerrou 2015 com 77.490.315 contratos negociados, ante 82.365.540 em 2014. O futuro de Ibovespa negociou 16.924.855 contratos em 2015, ante 20.496.231 no ano anterior.

Derivativos de commodities
Em 2015, foram negociados 1.867.542 contratos futuros e de opções sobre commodities, ante 2.527.546 em 2014. Ao final do período, foram registrados 68.083 contratos em aberto, ante 84.189 no ano anterior.
O número de contratos negociados de futuros e de opções de boi gordo foi de 775.881, em 2015, ante 1.058.382 em 2014. O milho atingiu, em 2015, a marca de 855.118 contratos negociados, entre futuros e de opções, ante 1.111.713 em 2014. O café arábica tipo 4/5 encerrou 2015 com 138.764 contratos, sendo que em 2014 o total foi de 205.534. Em 2015, o contrato futuro de soja (CME) registrou 43.789 contratos, ante 57.465 no ano anterior. O etanol hidratado chegou ao final de 2015 com 36.424 contratos negociados, ante 44.902 em 2014.

Ouro a vista
O mercado disponível de ouro (250 gramas) negociou, em 2015, 9.873 contratos, ante 12.754 em 2014. O volume financeiro totalizou R$ 300,38 milhões em 2015, ante R$ 309,68 milhões em 2014.

Títulos do agronegócio
Em 2015, o estoque de títulos do agronegócio registrados na BM&FBOVESPA totalizou R$ 147,55 bilhões, ante R$ 112,41 bilhões em 2014. O estoque de LCAs (Letra de Crédito do Agronegócio) totalizou R$ 138,40 bilhões, ante R$ 107,46 bilhões em 2014.

Dólar a vista
Em 2015, o volume de dólares negociados no mercado interbancário brasileiro e registrados para liquidação na Clearing de Câmbio BM&FBOVESPA foi de US$ 325,91 bilhões, com 31.783 negócios, ante US$ 352,80 bilhões e 29.421 negócios em 2014.

Participação dos investidores
Em 2015, os investidores estrangeiros lideraram a movimentação financeira nos mercados do segmento BM&F, com participação de 39,91%, ante 34,47%, em 2014. Os investidores institucionais alcançaram 29,34%, ante 28,55% em 2014. As instituições financeiras obtiveram 21,92% em 2015, ante 29,57% em 2014. As pessoas físicas encerraram o ano com participação de 7,69%, ante 6,11% em 2014; e as empresas, com 0,95%, ante 1,06% no ano anterior.

DMA em 2015

Segmento BM&F

Em 2015, as negociações realizadas via Acesso Direto ao Mercado (DMA, na sigla em inglês) no segmento BM&F* registraram 659.723.307 contratos negociados em 132.046.432 negócios. No ano anterior, o número de contratos negociados foi de 527.962.747 em 80.343.133 negócios.

Os volumes negociados por tipo de DMA no segmento BM&F foram:

  • DMA tradicional – 162.637.546 contratos negociados em 35.002.953 negócios, ante 158.279.341 contratos e 21.128.866 negócios no ano anterior;
  • DMA via provedor (incluindo o roteamento de ordens com o Sistema Globex) – 227.927.070 contratos negociados em 13.878.450 negócios, ante 191.534.045 contratos e 8.916.200 negócios no ano anterior;
  • DMA via conexão direta – 1.638.164 contratos negociados em 377.695 negócios, ante 1.388.494 contratos e 451.171 negócios no ano anterior; e
  • DMA via co-location – 267.520.527 contratos negociados em 82.787.334 negócios, ante 176.760.867 contratos 49.846.896 negócios no ano anterior.

Em 2015, as negociações realizadas por investidores estrangeiros apresentados à BM&FBOVESPA pela CME (que utilizam o sistema de roteamento de ordens Globex-PUMA Trading System ou que acessam os mercados da Bolsa via co-location) totalizaram 119.074.230 contratos negociados, em 37.100.431 negócios. No ano anterior, os totais foram 70.263.669 contratos negociados, em 17.994.186 negócios.

Segmento Bovespa

Em 2015, as negociações realizadas via DMA no segmento BOVESPA* totalizaram volume financeiro de R$ 1,51 trilhão em 266.319.441 negócios. No ano anterior, o volume financeiro foi de R$ 1,53 trilhão em 262.111.820 negócios.

Os volumes negociados por tipo de DMA no segmento BOVESPA foram:

  • DMA tradicional – R$ 790,65 bilhões em 139.307.474 negócios, ante R$ 821,71 bilhões em 140.427.931 negócios no ano anterior;
  • DMA via provedor – R$ 178,80 bilhões em 30.369.504 negócios, ante R$ 153,80 bilhões em 24.299.343 negócios no ano anterior;
  • DMA via conexão direta – R$ 6,77 bilhões em 919.000 negócios, ante R$ 14,26 bilhão em 1.289.785 negócios no ano anterior; e
  • DMA via co-location – R$ 535,65 bilhões em 95.723.463 negócios, ante R$ 543,95 bilhões em 96.094.761 negócios no ano anterior.

* O acesso direto aos sistemas de negociação da BM&FBOVESPA é realizado por DMA modelos 1, 2, 3 e 4. No modelo 1 ou DMA tradicional, o cliente acessa o sistema de negociação por intermédio da estrutura tecnológica da corretora. No modelo 2 ou DMA via provedor, ele não utiliza a estrutura anterior e se conecta aos sistemas por um provedor de acesso autorizado.O acesso via roteamento de ordens com o Globex, no segmento BM&F, é uma forma de DMA modelo 2. No modelo 3 ou DMA via conexão direta, o acesso às plataformas de negociação da Bolsa ocorre via conexão direta. No modelo 4 ou DMA via co-location, o cliente instala seu próprio computador dentro da Bolsa. Notas: Os volumes negociados por tipo de acesso incluem as duas partes do negócio (compra e venda). Os volumes por tipo de acesso de ambos os segmentos passaram a ser divulgados de forma consolidada no balanço de operações da BM&FBOVESPA a partir de maio de 2009.

BM&FBOVESPA © 2016. Todos os direitos reservados. Termos e condições de uso.