BM&FBOVESPA – A Bolsa é pra você!

BDRs – Brazilian Depositary Receipts

Brazilian Depositary Receipts (BDRs) são certificados de depósito de valores mobiliários emitidos no Brasil que representam valores mobiliários de emissão de companhias abertas com sede no exterior.

Sua emissão deve ser realizada por instituições brasileiras, as chamadas instituições depositárias ou emissoras, que são empresas autorizadas a funcionar pelo Banco Central e habilitadas pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) a emitir BDRs. A emissão é lastreada em valores mobiliários custodiados em seu País de origem por instituições custodiantes. Estas são responsáveis por manter os valores mobiliários a que os BDRs se referem em custódia.

  • Quais os tipos de BDRs?

    Existem dois tipos de BDRs: os patrocinados (níveis I, II e III), quando as próprias empresas disponibilizam seus valores mobiliários para serem negociados no Brasil; e os não patrocinados, quando uma instituição depositária, sem o envolvimento da companhia estrangeira, lança a negociação destes certificados aqui no Brasil.

  • Quais as vantagens do investimento em BDRs?
    • Acesso facilitado a ações de companhias estrangeiras, sem ter que pagar os custos previstos nas regras internacionais de remessa de recursos para o exterior e a manutenção desses controles.
    • Simplicidade na negociação dos certificados, bem como no recebimento de proventos, assim como já ocorre com as ações de empresas nacionais.
    • Diversificação e diluição do Risco País da carteira
  • Você sabia?
    • Os BDRs Patrocinados Nível I e os Não Patrocinados são negociados segundo as regras do Mercado de Bolsa e são considerados investimento no exterior.
    • Os BDRs Patrocinados Nível II e III são caracterizados pela negociação segundo as regras do Mercado de Bolsa e são considerados investimento no Brasil.
    • Apenas investidores autorizados, ou seja, aqueles que atendem aos requisitos impostos pela CVM, podem negociar BDRs Nível I (Patrocinados ou Não Patrocinados).
  • Veja a lista de BDR´s relevantes


BDRs Patrocinados

Os BDRs são certificados representativos de ações de emissão de companhias abertas, com sede no exterior, e emitidos por instituição depositária no Brasil.

O que são os BDRs Patrocinados Nível II e III

Para a emissão dos BDRs II e III a empresa estrangeira contrata uma instituição depositária que providencia a estruturação do lançamento do programa no Brasil, o registro da companhia e do programa na CVM e a listagem dos BDRs na BM&FBOVESPA. No caso dos BDRs Nível III, a empresa estrangeira pode captar recursos no Brasil, para isso há a necessidade de registro na CVM da oferta de BDRs.

Vantagens dos BDRs II e III para o investidor

  • Diversificação
    Ao comprar BDRs II e III, o investidor terá a possibilidade de diversificar seu portfólio. Além de várias ações brasileiras, poderá compor sua carteira com recibos de ações de companhias estrangeiras negociadas no mercado local.
  • Simplicidade e Agilidade
    Os BDRs II e III oferecem ao investidor a possibilidade de investir em empresas estrangeiras de maneira simples e ágil, da mesma forma como hoje já faz para investir nas empresas brasileiras. Não há a necessidade de fazer operações de câmbio, transferir recursos para o exterior ou mesmo manter contas de custódia no exterior. A BM&FBOVESPA e a CBLC oferecem toda a infra-estrutura necessária, tudo é feito no Brasil.

Informações sobre as companhias estrangeiras

As companhias estrangeiras adotam os mesmos procedimentos das empresas brasileiras para enviar informações. De forma a garantir aos investidores a igualdade no acesso às informações, as empresas estrangeiras se comprometem a enviar todas as informações de interesse dos investidores simultaneamente à bolsa de origem dos valores mobiliários e a BM&FBOVESPA.

Quem pode investir

Não há restrição quanto ao tipo de investidor que pode negociar BDRs Patrocinados Nível II e Nível III. Os investimentos em BDRs II e III são considerados investimentos no Brasil.

Negociação

Os BDRs II e III são negociados na BM&FBOVESPA no mercado de bolsa, pelo sistema eletrônico MEGABOLSA, utilizado para a negociação de ações e de outros valores mobiliários.

Liquidação e Custódia dos BDRs

A liquidação dos negócios e a custódia dos BDRs são feitas pela CBLC – Companhia Brasileira de Liquidação e Custódia segundo os padrões estabelecidos para esses serviços com valores mobiliários no mercado brasileiro.

O lastro dos BDRs, ações bloqueadas no exterior

Os BDRs negociados no Brasil têm como lastro ações das empresas estrangeiras. As ações estrangeiras ficam bloqueadas no exterior na conta da instituição custodiante do programa numa entidade equivalente à CBLC, e aqui no Brasil os BDRs são emitidos por um banco depositário, representante da companhia no Brasil.

Lista de BDRs Patrocinados

Clique aqui para acessar uma lista de BDRs Patrocinados.

ATENÇÃO
Este texto visa a fornecer informações institucionais sobre a economia e o mercado de valores mobiliários brasileiros. Não é uma recomendação de investimento em qualquer ativo financeiro específico. Para maiores esclarecimentos, procure sua Corretora. Ela pode ajudá-lo a avaliar os riscos e benefícios potenciais das negociações com valores mobiliários e, se for o caso, fornecer-lhe cópia de prospectos e outras informações sobre as companhias abertas. Publicação da Bolsa de Valores de São Paulo. é expressamente proibida a reprodução de parte ou da totalidade de seu conteúdo, mediante qualquer forma ou meio, sem prévia e formal autorização, nos termos da Lei 9.610 /98.