Sustentabilidade

A BM&FBOVESPA sabe da responsabilidade que tem como agente indutor de boas práticas e, por isso, participa  de diversas iniciativas além de ser signatária de compromissos nacionais e internacionais.

UN Global Compact

A BM&FBOVESPA foi a primeira bolsa de valores do mundo a aderir ao Pacto Global, em 2004. Nesse âmbito, é também membro do Comitê Brasileiro do Pacto Global (CBPG). Além disso, a Bolsa é vice-presidente do CBPG.

O Pacto Global é uma iniciativa criada pela Organização das Nações Unidas (ONU) com o objetivo de mobilizar a comunidade empresarial internacional para a adoção, em suas práticas de negócios, de valores fundamentais e internacionalmente aceitos nas áreas de direitos humanos, relações de trabalho, meio ambiente e combate à corrupção.

De acordo com a política do Pacto Global, as empresas devem comunicar seus progressos em relação aos 10 Princípios do Pacto Global anualmente por meio do COP (Comunicação de Progresso), no site internacional do Global Compact.

2016 Local SDG Pioneer

Em 2016, como parte da campanha “Making Global Goals Local Business” do Pacto Global, o programa Local SDG Pioneers reconheceu pessoas que estão demonstrando como os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável podem ativar negócios para alavancar ganhos econômicos, sociais e ambientais para o mundo. Mais de 600 indicações foram recebidas de 100 países entre fevereiro e abril de 2016.

Nesse contexto, a diretora de Imprensa, Sustentabilidade e Comunicação da BM&FBOVESPA, Sonia Favaretto, foi reconhecida como uma das dez “2016 Local SDG Pioneers”, durante o UN Global Compact Leaders Summit 2016, em Nova York. A diretora da Bolsa foi reconhecida por seus esforços relacionados com o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS) 8 sobre Trabalho Decente e Crescimento Econômico, através dos cases da Bolsa de Valores Socioambientais (BVSA) e do Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE), que são referências nacionais e internacionais e que impactam positivamente a sociedade e companhias, ao promoverem boas práticas, inclusão social e inserção da sustentabilidade no mainstream corporativo.

Os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 - adotados por líderes mundiais em setembro de 2015 numa histórica Cúpula da ONU - entraram oficialmente em vigor em janeiro de 2016. Ao longo dos próximos quinze anos, com esse novos Objetivos, que são universais, os países vão mobilizar esforços para acabar com todas as formas de pobreza, lutar contra as desigualdades e combater as alterações climáticas.

UN Principles for Responsible Investment (PRI)

Em 2010, a Bolsa aderiu ao Principles for Responsible Investment (PRI). Esta é uma iniciativa da ONU, destinada a grandes gestores de recursos e demais agentes do mercado financeiro, em prol do investimento responsável. Como signatária do PRI, a Bolsa busca estimular investidores e companhias listadas a reportarem suas iniciativas socioambientais ao mercado e faz parte do PRI SDG Advisory Committee

Lançado em 2006 em Nova York e em 2007 no Brasil, em evento sediado na Bolsa, o PRI reúne seis práticas globais, nas áreas ambiental, social e de governança, que devem ser valorizadas pelos investidores institucionais na composição de seus portfólios de investimentos. Com isso, os signatários do PRI influenciam diretamente o comportamento dessas companhias, o que colabora para uma economia estável, sustentável e inclusiva.

UN Women’s Empowerment Principles (WEPs) 

A BM&FBOVESPA tornou-se signatária, em 2017, do Women’s Empowerment Principles (WEPs), sendo a primeira bolsa signatária das Américas e a sexta do mundo a aderir.

Esta é uma iniciativa conjunta da ONU Mulheres e do Pacto Global, que auxilia o setor privado a promover igualdade de gênero no ambiente de trabalho, no mercado e na comunidade.

CDP – Driving Sustainable Economies

A BM&FBOVESPA responde, desde 2009, ao questionário anual do Programa de Mudanças Climáticas do CDP, buscando a evolução da transparência de informações e um processo de identificação interno de riscos decorrentes das mudanças climáticas e oportunidades para o negócio da companhia.

Em 2016, a Bolsa foi reconhecida como uma das 16 empresas brasileiras com as melhores práticas de gestão responsável em mudanças climáticas pelo CDP.

O CDP é uma organização internacional sem fins lucrativos que fornece um sistema global para medir, divulgar, gerenciar e compartilhar informações de caráter ambiental, trabalhando com as principais forças do mercado a fim de motivar as empresas e cidades a divulgarem seus impactos ao meio ambiente e aos recursos naturais, assim como estratégias frente a esses temas.

logo-sse.png

UN  Sustainable Stock Exchanges (SSE)

Sustainable Stock Exchanges (SSE) é uma iniciativa  para bolsas de valores,  liderada pelo PRI, pela Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento (UNCTAD), pela Iniciativa Financeira do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (UNEP-FI) e pelo Pacto Global (UNGC), que se propõe, através do diálogo com investidores, companhias e reguladores, a promover o investimento responsável de longo prazo e trabalhar pela performance e divulgação de informações ambientais, sociais e de governança corporativa junto às empresas listadas.

Em 2017, a Bolsa participou pela primeira vez do  Ring the Bell for Gender Equality, ocasião em que 43 bolsas de valores ao redor do mundo tocaram a campainha simbolicamente com o objetivo de chamar a atenção para o papel central que o setor privado pode desempenhar na promoção dessa pauta. Este evento acontece anualmente desde 2015 e está diretamente ligado aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), especificamente com o ODS 05: assegurar a igualdade de gênero.

A SSE foi lançada durante a Conferência das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável – a Rio + 20 –  em 2012, no Rio de Janeiro,  tendo a BM&FBOVESPA, a NASDAQ OMX, a Johannesburg Stock Exchange (JSE), a Istanbul Stock Exchange (ISE) e a Egyptian Exchange (EGX)  como signatárias fundadoras. A cada dois anos, publica um relatório de progresso, o Report on Progress, sobre as iniciativas de sustentabilidade  em grandes bolsas de valores ao redor do mundo.

Confira a ferramenta, proposta pela SSE, que tem como função comunicar às partes interessadas sobre as iniciativas de sustentabilidade realizadas na BM&FBOVESPA.

Acesse o documento - apenas em inglês

Guia criado pela SSE para auxiliar as Bolsas de Valores na comunicação com suas empresas listadas nos temas de sustentabilidade. A BM&FBOVESPA fez parte do Grupo Consultivo durante o processo de criação do guia juntamente com outras bolsas ao redor do mundo.

Acesse o Model Guidance - apenas em inglês

 

  • How Stock Exchanges Can Advance Gender Equality

A BM&FBOVESPA foi convidada pela SSE para ser um dos 14 cases do relatório, que foi lançado em março de 2017.

Leia o case da BM&FBOVESPA – este conteúdo é um excerto do documento oficial da SSE e não representa uma tradução oficial da organização.

Acesse o documento na íntegra – apenas em inglês 

Sustainability Working Group – World Federation of Exchanges (SWG – WFE) 

A BM&FBOVESPA integra desde sua criação, em 2014, o Sustainability Working Group (SWG) da World Federation of Exchanges (WFE), que tem como objetivo a construção de um consenso sobre finalidade, praticidade e relevância dos critérios de sustentabilidade nas bolsas de valores. O grupo atua por meio de pesquisas, promoção de debates e recomendações a todos os seus participantes.

Desde 2016, a BM&FBOVESPA divide a vice-presidência do grupo com a bolsa do Egito, a Egyptian Exchange (EGX).

Em novembro de 2015, o SWG publicou um documento com recomendações para as Bolsas de Valores em relação às suas empresas listadas. O objetivo do documento é fornecer um ponto de partida para as bolsas que ainda não possuem guias de sustentabilidade. Ele traz princípios, indicadores, impactos e práticas de gestão e complementa o Model Guidance desenvolvido pela Sustainable Stock Exchanges (SSE).

Acesse o Guia para Empresas Listadas sobre Sustentabilidade - Exchange Guidance & Recommendation.

Compromissos e representações institucionais

 

BM&FBOVESPA © 2016. Todos os direitos reservados. Termos e condições de uso.