Índice Geral do Mercado Imobiliário - Comercial (IGMI-C)

Índice Geral do Mercado Imobiliário - Comercial (IGMI-C)

  • O índice

    O IGMI-C – Índice Geral do Mercado Imobiliário – Comercial foi desenvolvido, em 2011, pelo Instituto Brasileiro de Economia  (Ibre/FGV) e tem a BM&FBOVESPA como um de seus patrocinadores. É o primeiro indicador de rentabilidade do setor imobiliário brasileiro e tem como objetivo tornar-se referência de rentabilidade de imóveis comerciais (escritórios, hotéis, shoppings e outros), contribuindo para que os investidores obtenham mais transparência em relação à formação dos preços de compra, venda e locação.

    O IGMI-C é calculado com base em informações fornecidas voluntariamente por um grupo de participantes envolvendo investidores institucionais e empresas ligadas ao setor imobiliário, tais como entidades de classe, consultores, administradores e gestores de carteiras imobiliárias, incorporadores e outros. A série histórica dessa divulgação iniciou em 2000 e tem atualização trimestral.

    Metodologia
    O IGMI-C é divulgado em três versões, cujas fórmulas de cálculo são:

    Onde:

    ROL = Receita Operacional Líquida (total de receitas do empreendimento menos despesas operacionais);

    V = Valor avaliado do empreendimento;

    I = Investimentos em reformas e benfeitorias;

    A = Alienações parciais ou totais.

    Essa metodologia de cálculo reproduz vários indicadores internacionais semelhantes, aproveitando, de um lado, as experiências de outros países e, de outro, possibilitando comparação dos resultados.

    Notas técnicas
    A periodicidade do índice é trimestral e, nas suas três versões, tem valor inicial de 100 no primeiro trimestre de 2000, sendo atualizado a cada trimestre de acordo com a seguinte expressão:

    IGMI t = [IGMI t-1 × (1+ Retornot)]

    As informações utilizadas pela FGV para o cálculo do índice são fornecidas voluntariamente por instituições interessadas em contribuir para a formação do índice. O IGMI-C está aberto para novos participantes e, com isso, espera-se que a base de informações cresça cada vez mais, garantindo robustez às informações.

    Para informações adicionais sobre o índice e o histórico de resultados trimestrais, acesse FGV – IBRE.

BM&FBOVESPA © 2016. Todos os direitos reservados. Termos e condições de uso.