Tesouro Direto

Informações técnicas

  • O produto

    O Tesouro Direto é uma alternativa de investimento em que o investidor sabe, no momento da aplicação, quanto o seu dinheiro vai render no futuro. Além de ser um produto simples de investir e possibilitar a escolha por títulos que rendam algum dinheiro ao investidor no curto, no médio e no longo prazos, é extremamente seguro e permite aplicações iniciais a partir de R$30. Ao investir no Tesouro Direto, o interessado adquire um título com a segurança do Tesouro Nacional. Cada título tem a sua própria data de vencimento definida, mas é possível resgatá-lo antes do prazo final contratado.

    Entenda a remuneração dos títulos

    Existem dois tipos de títulos públicos, de acordo com a rentabilidade oferecida: os prefixados e os pós-fixados.

    Prefixados
    Os títulos prefixados possuem rentabilidade definida no momento do investimento. Ou seja, o investidor sabe exatamente o valor que irá receber se ficar com o título até a data do vencimento.

    Pós-fixados
    Os títulos pós-fixados possuem seu valor corrigido por um indexador. Assim, a rentabilidade da aplicação depende do desempenho deste indexador (inflação ou juros, por exemplo), e da taxa contratada no momento da compra.

    Nome do título* Rendimento
    Tesouro Prefixado 20XX (LTN) Prefixado, com rentabilidade definida no momento da compra.
    Tesouro Prefixado com Juros Semestrais 20XX (NTN-F) Prefixado, com rentabilidade definida no momento da compra e com pagamento de juros semestrais.
    Tesouro Selic 20XX (LFT) Pós-fixado, com rentabilidade vinculada à variação da Taxa de Juros Selic.
    Tesouro IPCA+ Juros Semestrais 20XX (NTN-B) Pós-fixado, com rentabilidade vinculada à variação da inflação medida pelo IPCA, acrescida dos juros definidos no momento da compra e com pagamento de juros semestrais.
    Tesouro IPCA+ 20XX (NTN-B Principal) Pós-fixado, com rentabilidade vinculada à variação da inflação medida pelo IPCA, acrescida dos juros definidos no momento da compra, sem pagamento de juros periódico.

    * O XX indica o ano de vencimento de cada título.
    Além dos títulos citados, há também a Nota do Tesouro Nacional Série C (NTN-C), pós-fixada, vinculada à variação da inflação medida pelo IGP-M. No entanto, não está autorizada para investimento, apenas para resgate de quem já as possui como aplicação.

  • Vantagens do produto
    • Baixo risco e menor custo
      Por ser uma aplicação honrada pelo Governo Federal, tem baixo risco se comparada às outras alternativas de investimento oferecidas no mercado. Além disso, as aplicações em títulos públicos, geralmente, têm menor custo na comparação com os fundos.
       
    • Flexibilidade
      É uma aplicação versátil. Ou seja, que permite aplicações de grandes ou pequenos valores, com diversas datas de vencimento e modalidades de pagamento, possibilitando que o investidor programe seus resgates financeiros, de acordo com a sua conveniência.
       
    • Liquidez
      É possível resgatar a aplicação antes do vencimento. O Tesouro Nacional garante a recompra dos títulos, diariamente.
       
    • Diversificação
      Como existem dois tipos de títulos, prefixados e pós-fixados, o Tesouro Direto permite que o investidor diversifique suas aplicações, contemplando cenários de alta ou baixa de juros e variação da inflação.
       
    • Acessibilidade
      Com R$30 já é possível iniciar uma aplicação. Qualquer pessoa física com CPF e conta em uma instituição financeira habilitada pode se tornar um investidor do Tesouro Direto.
       
    • Comodidade
      Investir no Tesouro Direto é muito fácil! Você não precisa nem sair de casa, pois todas as transações são feitas pela Internet.
       
    • Vantagem tributária
      O Imposto de Renda (IR) só é cobrado do investidor no momento do vencimento do título ou do seu resgate antecipado, ou no recebimento das parcelas semestrais, dependendo do tipo do título.
      Nos fundos de investimentos de renda fixa, por outro lado, o imposto é recolhido semestralmente, pelo mecanismo conhecido como “come-cotas”. Como a parcela do IR permanece na carteira do investidor do Tesouro Direto até o resgate, continua a render juros.
  • Como funciona

    O que são e como funcionam os pagamentos de juros periódicos?
    Os pagamentos periódicos de juros realizados por alguns títulos do Tesouro Direto, também são chamados de cupons de juros. Estes pagamentos são realizados na conta do investidor, nas datas previamente estabelecidas.

    A cada pagamento, o investidor recebe o dinheiro (remuneração) acumulado no período vigente. Ou seja, o período compreendido entre o pagamento anterior e o atual. Não confunda! O resgate total do investimento acontece somente na data de vencimento de cada título, sem importar o tipo de investimento escolhido.

    graf. 1.png

    Qual a rentabilidade dos títulos públicos?
    Se o investidor permanecer com o título comprado até a data de vencimento, a rentabilidade alcançada será a contratada inicialmente. Se vender antes da data estabelecida, o investidor receberá pelo título seu preço de mercado, de acordo com as condições de mercado do dia.

    Quero investir. Quais as regras para a investimento e resgate de títulos?

    Investimento tradicional • Operações de investimento e resgate podem ser realizadas a qualquer momento do dia, dentro do período de funcionamento do programa do Tesouro Direto.
    Investimento programado • É o agendamento de investimento e resgate além do reinvestimento automático dos juros semestrais dos títulos e do valor a ser resgatado nas datas de vencimento.
    Limites de compra e de venda • Nos investimentos tradicionais ou programados, a parcela mínima é de 1% do valor de um título (0,01 parte do título), desde que respeitado o limite financeiro mínimo de R$ 30.
    • O limite financeiro máximo de investimentos mensais é de R$ 1 milhão.
    • Não há limite financeiro para resgates.
    Horário de funcionamento • Os investimentos e resgates são realizadas das 9h:30 de um dia até as 5h do outro.

    Conheça as novas regras do Tesouro Direto

    Novos Horários Investimento e Resgate
    Dias úteis, das 5h às 9h30 Mercado fechado – sistema inativo para negociação, mas disponível para consultas.
    Dias úteis, das 9h30 às 18h Com base no preço vigente do TD no momento da efetivação da ordem
    Dias úteis, das 18h às 5h, bem
    como fins de semana e feriados, a qualquer horário
    Com base no preço divulgado na abertura do mercado (a partir das 9h30) do dia útil subsequente ao da respectiva operação.

    * Obs.: As operações de agendamento serão realizadas com base no preço divulgado na abertura do mercado (a partir das 9h30) do dia para o qual foram agendadas.
    As operações de investimento e resgate efetuadas em dias úteis (entre 18h e 5h), bem como fins de semana e feriados (até as 5h do dia útil posterior), poderão ser canceladas, pelo investidor, até as 5h (horário-limite) do dia para o qual foram agendadas.

BM&FBOVESPA © 2016. Todos os direitos reservados. Termos e condições de uso.