> Siga a Bolsa:
> Site BM&FBOVESPA
 
 
 
Notícias
Multiplicar a Consciência no Consumo 15/10/2007 09:51:29
Pão de Açúcar amplia programa de recebimento de óleo

Após três meses desenvolvendo um projeto piloto em nove lojas, Pão de Açúcar e Unilever ampliam a partir do dia 03 de outubro o projeto de reciclagem de óleo de cozinha para outras 39 lojas da rede. A ação faz parte do programa Estações de Reciclagem Pão de Açúcar Unilever.

A coleta de óleo de cozinha começou em nove lojas do Pão de Açúcar no dia 1º de junho. A forte adesão dos consumidores comprovou o sucesso da ação. Em três meses foram recebidos 3.500 litros de óleo para reciclagem e que serão transformados em biocombustível. As Estações de Reciclagem Pão de Açúcar Unilever também recebem plásticos, papéis, metais, alumínios e vidros. A relação completa com as lojas participantes está disponível para consulta no site do Grupo Pão de Açúcar – www.grupopaodeacucar.com.br

A arrecadação do óleo de cozinha é feita em processo semelhante ao que acontece com outros resíduos. Para cada tipo de material - papel, metal, vidro e plástico - estão disponíveis containeres coloridos. O mesmo acontece para a arrecadação do óleo, que deve ser guardado pelos consumidores em garrafas pet bem tampadas que devem ser depositadas no coletor marrom.

Diferentemente de outros processos de reciclagem de óleo que transformam o material em detergente (sabão ou sabonete), o óleo arrecadado nas Estações de Reciclagem Pão de Açúcar Unilever é encaminhado às cooperativas recicladoras de lixo cumprindo também uma função social, com geração de trabalho e renda. Das cooperativas, o material segue para uma empresa especializada e credenciada para ser transformado em biocombustível (biodiesel). Com isso, além de conduzir o óleo vegetal de volta ao sistema produtivo, a ação evita a extração de combustíveis fosseis, não renováveis.

Lançado há seis anos em caráter pioneiro, o programa "Estações de Reciclagem Pão de Açúcar Unilever" já recebeu, desde o seu lançamento, em 2001, catorze mil e oitocentos toneladas de material. Por mês, somados os 91 pontos de coleta presentes em 20 cidades brasileiras, as Estações recebem, em média, 322 toneladas de resíduos, o que faz dele um dos projetos de maior volume de embalagens pós-consumo coletadas e recicladas no país.

SOBRE O ÓLEO

Cada litro de óleo despejado no esgoto tem capacidade para poluir cerca de um milhão de litros de água. Além disso, essa contaminação encarece o processo de tratamento de água e prejudica o funcionamento das estações. O acúmulo de óleos e gorduras nos encanamentos pode causar entupimentos, refluxo de esgoto e até rompimentos nas redes de coleta. Para retirar o produto e desentupir os encanamentos são empregados produtos químicos altamente tóxicos, o que acaba criando uma cadeia perniciosa. Fora da rede de esgoto, a presença de óleos nos rios cria uma barreira que dificulta a entrada de luz e a oxigenação da água, comprometendo assim, a base da cadeia alimentar aquática e contribui para a ocorrência de enchentes.

Saiba Mais
Conheça os projetos dessa empresa.

 
 
voltar
 
Nota: as informações, imagens e fotos contidas nas páginas deste site foram fornecidas pelas empresas listadas na BM&FBOVESPA. A BM&FBOVESPA não se responsabiliza pela autenticidade, exatidão e integralidade das informações divulgadas pelas companhias listadas, pelo conteúdo e autorização de uso das imagens e fotos exibidas pelas referidas empresas, não sendo responsável por eventuais ofensas aos direitos autorais de terceiros.